Passar para o conteúdo principal
x
Eleições Europeias
Terça, Janeiro 8, 2019

2019 é ano de Eleições Europeias e para que possas estar informado para este processo eleitoral a Cascais Jovem irá trazer-te alguns factos, curiosidades, informações e desafios sobre a União Europeia.


Comecemos pelo principio...
A União Europeia (UE), ou como era inicialmente denominada, Comunidade Económica Europeia (CEE), foi instituida em 1957, através da Assinatura do Tratado de Roma entre os seis países fundadores: Alemanha, Bélgica, França, Itália, Luxemburgo e Países Baixos. Empenhados em solidificar o clima de paz que se vivia na época, e em reforçar a cooperação económica, estes países decidiram estabelecer o que foi chamado de  “mercado comum”, permitindo que juntos recuperassem da devastadora II Guerra Mundial, da qual a Europa foi palco.


Desde então, mais 22 países aderiram a esta grande organização, formando um enorme mercado único que continua a evoluir para atingir o seu pleno potencial.
O que começou por ser uma união meramente económica evoluiu para uma organização com uma vasta gama de domínios de intervenção, desde o clima, o ambiente e a saúde até às relações externas e a segurança, passando pela justiça e a migração. Em 1993, com a assinatura do Tratado de Maastricht,  a Comunidade Económica Europeia (CEE) passou a chamar-se União Europeia (UE), refletindo esta evolução.


Tendo como principais bandeiras até ao dias que correm, a capacidade de manutenção de um clima da paz, de estabilidade e de prosperidade,  que contribuiu para melhorar o nível de vida dos europeus e permitiu dar origem a uma moeda única, o euro. A Moeda Única é utilizada por mais de 340 milhões de cidadãos europeus de 19 diferentes países.


    A mobilidade é outro dos pilares de consolidação da UE, permitida em grande parte pela supressão do controlo das fronteiras entre os países da UE, o que permite livre circulação de pessoas e mercadorias,  facilitando a possibilidade de viver, trabalhar e viajar noutros países da UE. Todos os cidadãos europeus têm o direito e a liberdade de escolher em que país da UE querem trabalhar, estudar ou passar a sua reforma. Em termos de emprego, segurança social e impostos, os países da UE, inspirados pelo seu sentimento comunitário, devem tratar os outros cidadãos europeus exatamente da mesma forma que tratam os seus próprios cidadãos.


A UE, zela assim, desde a sua fundação, pela união entre as diferentes culturas que compõem o território comunitário, tendo como princípios fundamentais: a Democracia, a Liberdade, a defesa dos Direitos Humanos, a Igualdade, o Estado de Direito e a Dignidade do Ser Humano. 

 

Fica atento vamos contar-te tudo!


 


 
 


Sobre Cascais