Passar para o conteúdo principal
x
ODS 7 EM AÇÃO | ENERGIAS RENOVÁVEIS E ACESSÍVEIS
Quinta, Outubro 4, 2018

Na terça-feira, partilhámos contigo o sétimo objetivo de desenvolvimento sustentável, acerca de energias renováveis e acessíveis e que pretende garantir o acesso a fontes de energia fiáveis, sustentáveis e modernas para todos.

Como tem já vindo a ser habitual, partilhamos hoje contigo agora algumas ideias e algumas iniciativas que te podem não só inspirar, mas também proporcionar experiências que irão mudar a tua vida e a daqueles que te são próximos.

Fica a conhecer alguns projetos relacionados com este ODS.

O Plano de Ação para a Energia e Sustentabilidade do Município de Cascais, finalizado em 2012 para o Pacto dos Autarcas, potencia os elementos obtidos das várias Matrizes Energéticas através da definição de medidas e ações, no campo da eficiência energéticas e energias renováveis, iluminação pública, transportes, entre outros, com a identificação de 13 medidas proposta ao nível da Autarquia e 12 medidas ao nível do Concelho. Este documento de referência é atualmente uma importante ferramenta de apoio à decisão.

Outro projeto é o de eficiência energética dos edifícios municipais, que consiste numa estratégia integrada de redução de consumos de energia associada à infraestrutura da Autarquia. Esta medida consiste na auditoria e análise da realidade do edificado e identificação de ações de eficiência e do período de retorno do investimento da solução, tendo como objetivo a sua materialização. Este projeto apenas termina com a implementação monitorização da medida, por forma a medir efetivamente o seu impacte e eficiência.

O Plano Municipal para a Iluminação Pública consiste numa estratégia de eficiência energética na iluminação pública de Cascais. Estas medidas têm como objetivo reduzir os consumos de energia, mas também melhorar a qualidade e a capacidade da autarquia interagir com o espaço público. Tem vindo a ser feito um investimento progressivo em novas luminárias LED com possibilidade de gestão, um investimento que se pretende alargar, para dar prioridade a zonas mais degradadas e com necessidades de requalificação e a locais com retorno mais rápido do investimento.

Outro projeto é o da EDP, que lançou o Save: to Compete em 2012, em parceria com a Confederação da Indústria Portuguesa, para melhorar a competitividade dos clientes industriais através de um consumo mais eficiente de energia. Com este modelo de negócio inovador, a EDP investe diretamente no projeto dos seus clientes, identificando potenciais medidas para redução do consumo de energia e promovendo a respetiva implementação através das poupanças geradas. Os projetos de eficiência energética tornam-se mais atrativos para as empresas, numa época de restrições orçamentais, e as parcerias entre a EDP e os seus clientes são reforçadas, no mercado liberalizado. O sucesso do programa conduziu à celebração de diversas parcerias entre a EDP e outras associações industriais e foi escalado para Espanha, onde também tem lugar desde 2013.

O Windfloat integra também a aposta da EDP no desenvolvimento de tecnologia eólica flutuante offshore. Responde à crescente necessidade de descarbonizar as sociedades e incide no elevado potencial desta tecnologia pioneira, ao mesmo tempo que contribui para a diversificação do portfólio, da EDP, de produção de energia com foco em oportunidades de crescimento sustentável.

O Windfloat está a ser implementado através de passos incrementais: protótipo, fase pré-comercial e fase comercial, o que permitiu obter um know-how significativo num estado inicial da tecnologia. Foram realizadas várias parcerias no sentido de avançar com a implementação do projeto, as quais incluíram design, produção, instalação e operação de turbinas eólicas offshore.

Informa-te sobre qual é a melhor maneira para fazermos todos juntos um melhor trabalho em prol deste planeta que é NOSSO e que está a queixar-se cada vez mais! Sugerimos-te ainda a leitura do artigo «Cinco cidades portuguesas entre as que mais usam energias renováveis».

 

VAMOS TRANSFORMAR O MUNDO


Sobre Cascais