Passar para o conteúdo principal
x
CNE 113 - São Domingos de Rana
Quinta, Fevereiro 28, 2019

Associação: CNE 113 – São Domingos de Rana 

Morada - Sede: Rua das Flores, 90 Bairro dos Eucaliptos 2785-289 São Domingos de Rana

E-mail: geral@agr113.cne-escutismo.pt     

Facebook: https://www.facebook.com/agr113/ 

Área de Intervenção: São Domingos de Rana

 


História: 
O Agrupamento iniciou a sua atividade no fim de 1965, devendo-se o seu arranque à ação do Chefe Carlos Manuel Costa Pereira e do Assistente Pe Agostinho Pereira da Silva. O primeiro acampamento realizou-se em Abril de 1966, na Quinta da Fonteireira / Belas. As reuniões eram realizadas em casa do Chefe de Agrupamento e nas salas da Paróquia.

O Agrupamento 113 foi filiado em 9 de Novembro de 1966, através da O.S.N. nº 258 da mesma data, assim como o Grupo 41, tendo S. João Bosco como patrono. A 7 de Janeiro de 1967 foi filiada a Alcateia 36 e nomeada como Àquela a Chefe Lourdes Lambert, que viria mais tarde a ser substituída pela Chefe Edite.
No final de 1966, em virtude do Grupo 41 ter estado parado durante um ano devido à ausência do Chefe Carlos Pereira (que foi cumprir o serviço militar), o Assistente procurou ajuda junto do Agrupamento da Torre d’Aguilha (Seminário), ficando dois Dirigentes a tomar conta do Grupo 41, sendo um deles, o Chefe Pe Firmino Sá Cachada que, praticamente do zero, empreendeu o 2º arranque do Grupo 41, contactando os antigos escuteiros e angariando novos elementos, com as reuniões a realizarem-se na casa desses Escuteiros.


Por essa altura começou a ser construída pela Paróquia o novo Salão Paroquial, que incluía a sede do Agrupamento e acabou por ser inaugurado a 22 de Fevereiro de 1970, com o Agrupamento a atingir cerca de 100 elementos. Desde essa data e até 1973, o Agrupamento viveu dependente dos Dirigentes da Torre d’Aguilha que, por serem Missionários, estavam pouco mais de um ano em São Domingos de Rana e partiam depois para as missões.

No início de 1974, com a extinção do Agrupamento do Seminário (derivado do encerramento do Seminário Maior), o Agrupamento 113 deixou de contar com o apoio dos seus Dirigentes, registando-se uma grande rotatividade e uma elevada redução do seu efectivo. Nessa ocasião, uma equipa de Caminheiros pediu a um ex-seminarista, o Chefe Ernesto Pereira Gomes, para voltar ao Agrupamento a fim de o relançar, dando-se assim o 3º arranque do Agrupamento. Dado que o Chefe Ernesto residia em Benfica, os Caminheiros, tal como sucedia até essa altura, ficaram a assegurar as actividades principais, sendo de destacar a acção dos Caminheiros Cerca (António Carlos), Monteiro, Castela, Roma, Peixoto e Pimentel.

A partir de 1974 iniciou-se o relançamento das actividades da zona (incluindo AEP e AGP), na qual o Agrupamento teve um papel importante incentivando reuniões  e preparando actividades.

Em Outubro de 1974 o Agrupamento participou no Jamboree do AR graças ao empenho dos caminheiros nos quais se incluíam os Radioamadores António Roma e António Pimentel e com o apoio de uma Radioamador de Tires, tendo a Estação Nacional do CNE (CT1CNE) sido localizada no Salão paroquial de S. Domingos de Rana. O acontecimento foi objecto de uma reportagem da RTP chefiada pelo jornalista Fernando Pessa que na ocasião entrevistou alguns dos elementos presentes.

Por volta de 1975 / 76, o Agrupamento começou a ter Dirigentes formados no seu seio, nomeadamente António Roma, António Pimentel e, mais tarde, Fernando Peixoto. A participação do Agrupamento em actividades regionais era, por estes dias, muito regular, bem como a sua estrtura, que começava a ganhar cada vez mais estabilidade. , assim como a sua organização. 

A partir de 1979, o Chefe Roma, que entretanto se casara, abandona o Agrupamento, sendo seguido pouco tempo depois pelos Chefes Pimentel e Peixoto, por divergências com o novo Assistente Pe Cunha Duarte.
Para o 4º arranque do Agrupamento, os poucos caminheiros ainda existentes contactaram o Chefe Ernesto que, passado pouco tempo e por falta de disponibilidade, teve que abandonar.
Passaram entretanto cerca de 8 anos em que pouco se sabe do Agrupamento, sabendo-se que por cá passaram vários Dirigentes, entre os quais o Chefe António Roma e a esposa, que também fez a investidura de Dirigente. Sabe-se também que o Agrupamento participou no Acampamento Nacional de Sesimbra em 1983 e que em 1985 foi fundado o Grupo Sénior (Pioneiro) e em 1986 o Clã 44.
Após 4 anos de interregno, dá-se o 5º arranque do Agrupamento, a pedido do Pe José Ribeiro e com a aprovação da Junta Regional de Lisboa, com o Agrupamento de Paço d’Arcos a acompanhar uma patrulha de estudo entretanto constituída, sendo de destacar os Chefes António Pimentel e José Luis.
O 5º arranque do Agrupamento deu-se a 17 de Outubro de 1992, com a reabertura da Alcateia e do Grupo Explorador (ambos com 27 elementos cada), sendo chefiados respectivamente pelos Chefes António Pimentel (também Chefe de Agrupamento) e José Luis (também Chefe Adjunto de Agrupamento) e acompanhados por outros 8 animadores.

No ano escutista de 1994/95, com a investidura dos Dirigentes Ricardo Filipe e Luis Dias e com o apoio do Chefe José Neca, reabriu-se o Grupo Pioneiro e o Clã, que se mantêm em funcionamento.
De referir que, com a construção do novo Salão Paroquial de S. Domingos de Rana e com a ajuda do Assistente da altura (Pe Agostinho Brígido), o Agrupamento passou a tomar também conta de algumas salas do antigo salão paroquial, conseguindo assim diminuir a restrição imposta pelas reduzidas dimensões da nossa Sede (no 2º andar).
Em 199, o agrupamento 113 , foi um dos fortes impulsionadores da criação do Núcleo da Barra, estrutura que abrange todos os agrupamentos dos concelhos de Cascais e Oeiras. 


Já no ano de 2012, no dia 6 de Outubro a nova sede do Agrupamento, localizada na Rua das Flores/Rua dos Escuteiros era inaugurada, fruto de um trabalho conjunto entre a Câmara Municipal de Cascais e o agrupamento. Este novo espaço permitiu aumentar a área física para as actividades escutistas permitindo do mesmo modo um forte crescimento do efectivo.

Exemplo de algumas atividades nas quais o Grupo ou elementos do Grupo participaram: 


Atividades de Agrupamento: Pioneiros – Açores (1997), Agrupamento – Pirinéus (1998), Pioneiros  - Santiago de Compostela (1999); Exploradores e Pioneiros – Brownsea (2003); Lobitos e pioneiros - Kandersteg – Suiça (2009); Exploradores – Açores (2011); Exploradores e pioneiros – Pirinéus (2013); Agrupamento – Kandersteg, Suiça (2018)


- Acampamentos e atividades regionais e nacionais: ACAREG (1996); ACAREG (2000); ACANAC (2002); ACAREG (2004); ACANAC (2007); ACAREG (2014); 

- Atividade internacionais: ROVER - Portugal (2001); EUROJAM - Reino Unido (2005); ROVERWAY – Itália (2006);JAMBOREE - Reino Unido (2007); ROVERWAY - Islândia (2009); JAMBOREE - Suécia (2013); ROVERWAY - França (2016)


Com 52 anos de vida, o agrupamento tem atualmente um efetivo de 131 elementos.