Passar para o conteúdo principal
x
No 3º Período, Capacita-te em casa: Francisco Mendes partilha connosco as suas experiências académicas

A quinta sessão do projeto da Capacitação Juvenil, No 3º Período, Capacita-te em casa, contou com a partilha de experiências do Francisco Mendes, vice-presidente da Associação de Estudantes da Nova SBE e membro da Tuna Académica, a ForTuna. O Francisco é natural de Aveiro e veio para Lisboa, para seguir o seu sonho de estudar Economia naquela que é, na sua opinião, a melhor faculdade para o fazer. Durante a sessão na plataforma Zoom, contou-nos tudo sobre a sua adaptação a este novo ambiente académico, num lugar diferente e distante de casa. Encontra motivação na razão pela qual veio estudar para longe: dar sempre o seu melhor.

Os participantes tiveram a oportunidade de colocar várias perguntas ao Francisco acerca desta sua experiência académica:

Pergunta: Porque decidiste vir estudar para Lisboa? A tua família apoiou esta tua decisão?

Resposta: Queria seguir Economia, tinha uma boa média e queria entrar numa faculdade onde pudesse aprender da melhor maneira. Para mim, a Nova SBE é a melhor faculdade de Economia e Gestão. Não escolhi pela localização, escolhi pela qualidade e pelo valor da universidade. Nada teve a ver com querer, obrigatoriamente, sair de casa dos meus pais. Não foi uma decisão de emancipação, eu queria procurar o que seria, realmente, melhor para mim. A minha família apoiou a minha decisão por esta ser fundamentada e também porque havia possibilidade para vir estudar para outro sítio do país.

Pergunta: Sentes que teres vindo para Lisboa te fez crescer de uma forma mais rápida do que se tivesses optado por ficar em Aveiro?

Resposta: Sem dúvida. Olhando para trás, hoje consigo resolver situações de forma que, antes, não conseguiria e que me causariam pânico. Isso ajudou-me, também, quando estudei uma temporada na Tailândia. Ganhei independência e uma grande noção de responsabilidade. Existe uma maior liberdade e, embora isso se pudesse traduzir na tomada de decisões erradas, cabe à consciência de cada um de nós saber como agir. O crescimento foi rápido, mas natural e deu-me “estofo” para enfrentar várias situações.

Pergunta: Como consegues sustentar-te financeiramente durante a faculdade?

Resposta: Tenho o chamado “paitrocínio”. Os meus pais cobrem todos os custos, em termos de propinas, habitação e restantes despesas. Sai um bocadinho mais caro aos vossos pais do que, se calhar, pensavam. Entretanto, no meu último ano, surgiu a hipótese de continuar a trabalhar em part-time numa start-up sueca, onde fiz um estágio de verão. É uma grande ajuda, mas não dá para tudo e, nesse aspecto, os meus pais foram um contributo precioso.

Pergunta: Sentes que é um erro mudar de curso no final do primeiro ano?

Resposta: Não é erro nenhum, porque mudar significa que perceberam, a tempo, que a vossa primeira escolha não é a que gostam mais e que não é aquela que realmente vos preenche. Não queiram mudar apenas porque o curso está a ser difícil. Mudar de curso é uma decisão muito acertada se for feita pelas razões certas. Conheço muitas pessoas que o fizeram.

 

Para o Francisco, a experiência académica deve ser levada com naturalidade, pois “cada caso é um caso e não nos podemos apenas basear naquelas que foram as experiências dos outros”. Podemos, sim, retirar alguma inspiração. Na sua opinião, existem “três realidades na faculdade: a académica, a pessoal e a social. São todas igualmente importantes na vida universitária e é preciso que estejam sempre em equilíbrio”. Acima, de tudo, quando se entra neste ambiente, é importante tentar “equilibrar o nosso dia com aquilo que nos dá gosto fazer e com aquilo que é a nossa obrigação”.

Agradecemos muito ao Francisco Mendes pela partilha de experiências detalhada e realista!

O ingresso no ensino superior é um passo extremamente importante na tua vida e, por isso, é importante que tomes essa decisão de forma ponderada e sensata, mesmo que não acertes à primeira! Para te ajudar a guiar nesta escolha, deixamos alguns sites onde consta alguma informação importante nesta área:

Não te esqueças que o No 3º Período, Capacita-te em casa regressa já na próxima quarta-feira, dia 27 de maio! A Carolina Gonçalves, fundadora da associação juvenil Movimento Claro, vai dar-nos algumas dicas sobre sustentabilidade em tempos de crise, num workshop didático e inspirador! Ficaste com curiosidade? Não te esqueças de te inscrever previamente, para que possas assistir a estas e a outras sessões, no formulário disponível aqui.

CAPACITA-TE EM CASA!


Sobre Cascais